Blog da ESSOR

Por que evitar o transporte clandestino de passageiros

Por que evitar o transporte clandestino de passageiros

11 de julho de 2018

O ditado popular “o barato sai caro” tem um motivo para continuar forte na mente dos brasileiros. Muitas vezes, ao buscar por um serviço, o primeiro item da lista de exigências é por aquele prestador que cobra mais barato.

Os motivos para essa postura por parte do contratante são vários, que vão desde a falta de recursos para contratar determinado serviço até aproveitar o recurso que sobrar para investir em outros projetos futuros. Isso também ocorre ao buscar um serviço de transporte de passageiros, o que é perigoso.

Ao contratar um transporte de passageiros clandestino, você até pode chegar no destino desejado, mas não está protegido contra os imprevistos que as estradas trazem, como acidentes leves ou graves (que trazem danos corporais aos passageiros) ou roubos e furtos (representando danos materiais ao contratante).

Por isso, fique de olho se um prestador de serviços oferecer um valor muito mais baixo que o praticado pela concorrência. É muito provável que ele não conte com um Seguro de Responsabilidade Civil – Ônibus (RCO), que protege os passageiros e os tripulantes contra uma série de sinistros que podem ocorrer ao longo da viagem.

Mas, se você ver no bilhete ou no contrato que a empresa é segurada pela ESSOR Seguros, pode confiar, porque nós somos líderes no segmento de Seguro RCO/APP no Brasil.

Nosso produto é focado, principalmente, no que há de mais valioso no mundo: a proteção às vidas.

Compartilhar via:

Posts Relacionados

ESSOR Seguros registra crescimento de 50% em prêmios emitidos em 2022
01/03/2023

ESSOR Seguros registra crescimento de 50% em ...

A ESSOR Seguros teve um crescimento de 50% nos prêmios emitidos, em 2022. O CEO da […]

Leia mais...
Inovação digital ESSOR: foco na experiência de segurados e corretores de seguros
01/03/2023

Inovação digital ESSOR: foco na experiência d...

Inovação tecnológica no setor de seguros significa, antes de tudo, proporcionar um atendimento mais assertivo aos […]

Leia mais...